Segundo Instituto Trata Brasil, 48% dos brasileiros ainda não possuem coleta de esgoto, e 35 milhões não têm acesso a água tratada.

Para mudar esta realidade, foi proposto o projeto de lei do novo marco legal do saneamento, que será votado no Plenário do Senado. A meta é, até 2033, que 99% da população tenha acesso a água potável e, 90%, conte com coleta e tratamento do esgoto.

Existem soluções baratas e acessíveis para elevar a qualidade da água que a população acessa. Veja abaixo 3 tecnologias propostas pela Embrapa para o tratamento da água em propriedades rurais:

1. Fossa Séptica Biodigestora

A água que sai dos vasos sanitários, a chamada “água negra”, é levada a um conjunto de tambores que irão transformar a sujeira em um líquido biofertilizante.

Nos dois primeiros recipientes, acontece o processo de tratamento da água suja. No terceiro, uma saída garante o acesso ao fertilizante, que já está pronto para ser utilizado na plantação.

Uma vez por mês é necessário inocular bactérias na fossa. Manutenção que acontece de forma bem simples. Enche-se metade de um balde de 20 litros com esterco bovino fresco, metade com água. A mistura é adicionada em uma entrada que leva ao sistema.

2. Cloro na água de poço

Para garantir o consumo seguro da água de poço, pode-se utilizar uma solução baseada em um conjunto simples de tubos e conexões de PVC. As peças necessárias se encontram em qualquer casa de materiais de construção.

Na tubulação que leva a água do poço para a caixa d’água é colocada uma entrada, pela qual será adicionado o cloro uma vez por dia. Com a abertura da válvula do poço, a pressão do fluxo leva o cloro para a caixa.

3. Jardim Filtrante

Este sistema trata a “água cinza”, ou seja, aquela que sai da pia da cozinha ou do ralo do chuveiro.

O fluxo vai para um canteiro de plantas, onde forma um pequeno lago preenchido com areia e brita. As raízes da vegetação e os microorganismos presentes na terra vão limpar a água de forma natural, sem a menor adição de produtos químicos.

Plantas ornamentais adicionadas neste jardim vão tratar a água, e deixar a fazenda mais bonita.

Em propriedades rurais sem saneamento básico, recomenda-se pelo menos a instalação da fossa séptica. Isso garante condições mínimas de saúde, caso não seja possível implementar todas as tecnologias acima.

Fonte: Canal Rural, Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *