Aplicação correta dos fertilizantes em hortaliças

O crescimento da produtividade de certas hortaliças sob o cultivo protegido em relação à produtividade obtida no campo tem estimulado a realização de novas pesquisas científicas voltadas para a definição da quantidade e da maneira que são aplicados os fertilizantes em hortaliças sob estufa.

Conheça algumas maneiras de manejo de corretivos e fertilizantes nesse novo sistema de produção de hortaliças:


– Análise do solo

A interpretação para os níveis de cálcio deve ser adotada com cautela e levando-se em conta a textura do solo.

As recomendações de nitrogênio para as hortaliças baseiam-se na extração este nutriente pelas plantas e exportação pelas colheitas. Cerca de 5% da matéria orgânica do solo é constituída por nitrogênio total. Todavia, as formas de nitrogênio disponíveis para as plantas são instáveis e sujeitas a rápidas mudanças, dificultando a interpretação do solo.

Os teores de matéria orgânica do solo também mostram a sua textura. É importante realizar análises granulométricas do solo para se conhecer as reais quantidades de areia, silte e argila que estão presentes. Solos que contenham matéria orgânica até 15g/dm3 são considerados arenosos. Os que possuem matéria orgânica entre 16 e 30g/dm3 são considerados de textura média. Aqueles que possuem matéria orgânica entre 31 e 60g/dm3 são argilosos.

– Calagem

A necessidade da calagem é determinada pela porcentagem de saturação por bases de solo e pela tolerância da espécie de hortaliça ao menor ou maior grau de acidez do mesmo. A aplicação deve ser feita com no mínimo 30 dias de antecedência ao plantio.

O calcário deve ser incorporado até 20 a 30cm de profundidade, pois muitas hortaliças possuem sistema radicular profundo, como o tomate. Hortaliças com sistema radicular moderadamente profundo são pimentão, pepino, berinjela, melão, salsa e cebolinha, por exemplo. Alface, chicória e almeirão são exemplos de hortaliças com sistema radicular pouco profundo.

– Adubação orgânica e cultivo protegido

As vantagens da adubação orgânica para hortaliça são: melhoria nas condições físicas do solo; diminuição na incidência de nematoides; fornecimento parcial de nutrientes às plantas de maneira gradual e contínua.

Todavia, existem algumas limitações, como a necessidade da antecedência de pelo menos 30 dias na aplicação dos fertilizantes no solo; alguns fertilizantes mal decompostos podem introduzir sementes de mato no solo; estercos animais podem carregar resíduos de sal e outros produtos presentes em rações.

Os melhores fertilizantes orgânicos usados em hortaliças são: composto orgânico, o húmus de minhoca e a torta de mamona pré-fermentada.


Fonte: Cultivar – grupocultivar.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *