Em um ano, produtores avícolas foram de 54% para 76% em avaliação do Senar/MS. Índice se baseia em quesitos sociais, financeiros e ambientais.

Essa rápida evolução das propriedades avícolas se deve à ajuda que receberam do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar de Mato Grosso.

A avaliação dos aspectos sociais do índice de sustentabilidade preveem questões como as condições de trabalho e segurança dos funcionários; já os ambientais se relacionam aos impactos ao ecossistema e como prevení-los; e os pontos financeiros estão ligados à gestão da propriedade.

Verifique a qualidade da cama das suas galinhas. Isso indicará a efetividade do manejo aplicado às aves. Leia o artigo completo clicando no link abaixo:

“A melhoria no aspecto sustentável foi exponencial. O aumento está totalmente ligado à aplicação de boas práticas, aliado à gestão da atividade, resultando em um produto com segurança alimentar para o consumidor” explica Janaina Gheller, coordenadora do programa de ATeG Granja Plus.

O índice ambiental foi o quesito mais relevante para tamanho progresso, crescendo 41%. Várias foram as mudanças implementadas, como o treinamento para uso adequado e armazenamento de defensivos agrícolas, descarte de resíduos da granja, aplicação de legislações ambientais exigidas na atividade.

Há 160 indicadores no quesito social, entre eles as condições de trabalho dos funcionários, o uso de equipamentos de segurança, adequação de alojamento, área de vivência e aplicação dos cinco sensos: utilização, organização, limpeza, normatização e autodisciplina.

A sustentabilidade financeira considera 66 itens, entre eles o lucro da granja, receitas, desembolso e custos operacionais. Segundo Gheller, a sustentabilidade econômica é quando o avicultor enxerga o seu negócio como uma empresa rural, e a administra como tal.

Faça uma gestão inteligente da sua produção avícola. Aumente a produtividade dos seus animais com a ração certa para a atividade. Use hoje mesmo o CPT Ração de Aves:

Fonte: Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *