O ano de 2020 foi um marco no agronegócio brasileiro, principalmente no que diz respeito à agricultura. O país com a maior área agregada à atividade vem registrando recordes de produção. Com o cenário econômico favorável, os agricultores não medem esforços e investimentos, tanto em técnicas quanto em conhecimento para melhorar a colheita.
Cerca de 50% dos solos da América Latina estão sofrendo algum tipo de degradação, por isso a adubação é um passo indispensável e tem grande influência nos resultados.

Quando pensamos em plantação, o manejo se dá antes mesmo de a semente chegar na terra e é importante conhecer o solo, a variabilidade do clima, as peculiaridades da cultura e os diversos métodos de aplicação que vêm se modernizando bastante.
Vale ressaltar, também, que nem sempre um solo fértil é produtivo, mas todo solo altamente produtivo se dá através de um solo fértil e devidamente preparado.

A principal dica para quem quer melhorar a produção é a análise de solo, é a partir dela que identificamos a fertilidade e como os elementos podem impactar a cultura.
Para ter um desenvolvimento e um crescimento satisfatório, é necessário que haja disponibilidade e absorção dos nutrientes em proporções adequadas, uma adubação mal feita, além de ocasionar deficiência nas plantas, não é considerada nada estratégica pelo ponto de vista econômico; o insumo que é excessivamente caro precisa ser utilizado de forma correta.

Após feito isso, é importante se atentar a outro ponto na hora da escolha dos adubos e fertilizantes, visto que, hoje no mercado, existem diversas opções de marcas, e é nesse momento que o produtor não deve levar em consideração apenas o preço, e sim se o produto escolhido atende às normas impostas pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O manejo correto do solo, juntamente com um projeto que antecede o plantio, são pontos fundamentais no cultivo de qualquer lavoura e é de suma importância na hora de alcançar resultados cada vez maiores.

Por Thaismara Fonseca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *