Cuidado com a gripe canina neste inverno

Cuidado com a gripe canina neste inverno

Com a chegada do frio e o clima seco, os nossos amiguinhos cachorros ficam mais sensíveis a certos tipos de doenças então, você deve tomar cuidado com o local aonde mora ou passeia com seu cachorrinho para que ele fique sempre saudável e brincalhão.

A traqueobronquite infecciosa canina, conhecida como a “gripe canina”, é uma doença que atinge o sistema respiratório do cãozinho e pode gerar outros problemas de saúde. Os sintomas são parecidos com a gripe humana.

A gripe canina também debilita o sistema imunológico do animal, o deixando mais propenso a agravar seu estado desenvolvendo outras doenças ou até mesmo uma pneumonia.

Causas

A gripe canina é causada pelos vírus H3N8 e H3N2, provenientes da Influenza A, que atacam somente os cachorros. Basta o seu animal ter contato com um animal doente ou simplesmente aspirar o vírus pelo ar para ficar gripado.

A doença é altamente contagiosa e pode ser passada pelo contato físico com um animal ou até mesmo o latido do animal contaminado, pode passar a doença.

Sintomas

O quanto antes for identificada a presença do vírus, mais rápido será feito o tratamento. Então fique atento aos seguintes indícios:

  • Tosse
  • Espirros
  • Secreção nasal (coriza)
  • Olhos lacrimejantes
  • Febre
  • Letargia
  • Perda de apetite
  • Dificuldade de respirar

Em geral, a maioria dos casos de gripe canina é leve. Mas isso não descarta a ida ao veterinário para tratamento. Nos casos mais graves da doença, embora raros e com baixa taxa de fatalidade, o cachorro pode apresentar:

  • Pneumonia
  • Febre acima de 40 graus
  • Extrema letargia (Sonolência, tristonho e fraqueza)

Tratamento e Prevenção

Diagnóstico e tratamento para gripe canina

Ao notar os sinais, você deve procurar um veterinário. A partir de um exame em consultório o profissional é capaz de avaliar os sintomas e constatar se é ou não gripe canina.

O tratamento é para os sintomas que o animal apresenta. Combater os sinais de infecção ajuda o cachorro a se recuperar e, por fim, a se curar do problema. Depois disso, o cão desenvolve anticorpos contra a doença, mas isso não impede que ele volte a ser contaminado pelo vírus da gripe.

Manter o animal isolado para evitar a transmissão da doença. Não esqueça de limpar a casa e os objetos do cachorro com materiais de limpeza para matar o vírus e impedir que aconteça de novo.

Como prevenir a gripe canina

A melhor forma de prevenir a gripe canina é evitar locais de risco, como canis e aglomerações de cachorros. No Brasil, não existe a vacina contra influenza A para cães. Isso porque a doença não tem alta incidência comprovada no país.

Lembrando que os humanos, embora não adoeçam do vírus da gripe canina, podem transportá-lo. Por essa razão, se por acaso você tiver contato direto ou indireto com um cachorro doente ou que esteja sob suspeita, tome um banho e troque de roupa antes de encostar em seu cachorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *