Erro dos Softwares: excesso de funcionalidades

Um software deve prover meios para que o usuário consiga realizar suas atividades com a ajuda do computador. Tais atividades são chamadas de funcionalidades.

Nos primórdios da computação, quando surgiram os programas, eles possuíam uma interface simples, sem grandes preocupações com a estética, e com poucas, mas necessárias, funcionalidades, que podiam ser acessadas apenas por meio do teclado. Com o passar do tempo, a tecnologia evoluiu, chegando ao desenvolvimento de programas de computador com uma interface gráfica bem elaborada e com diversas funcionalidades.

Dessa forma, acrescentar funcionalidades ao software se tornou uma tarefa fácil, o que leva muitos a tentarem “abraçar o mundo”, oferecendo opções das mais variadas, para que o usuário consiga resolver todos os seus problemas utilizando o programa. Entretanto, ao fazê-lo, muitas vezes o software pode gerar certa confusão, deixando o administrador em dificuldade.

À princípio, os softwares não deveriam criar novos problemas, mas sim, auxiliar na solução dos já existentes. Diante desse cenário, o CPT Softwares adotou uma política de desenvolvimento para seus softwares, priorizando a simplicidade e a facilidade de uso. Logo, objetiva-se que os softwares sejam simples e contenham as funcionalidades necessárias para o bom andamento da empresa que for utilizá-lo.  

Para exemplificar, apresentamos, a seguir, algumas telas do CPT Software para Loja de celulares. Estas telas possuem apenas os campos necessários para o cadastro de produtos e para a movimentação relativa à compra de equipamentos dos fornecedores da empresa, seguindo a tendência do design arrojado e limpo. Ainda permitem que, com poucos cliques, o usuário chegue ao seu objetivo, agilizando a execução da tarefa.

Desenvolvedor de sistemas no CPT Softwares desde 2009. Graduado e Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal De Viçosa - UFV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *