Em live promovida pelo CNA/Senar, no dia 16 de julho, especialistas do setor suíno debatem o bem-estar dos animais dentro do processo de produção.

O presidente da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, Iuri Machado, afirma “Discutir o bem-estar animal na suinocultura nesse momento é relevante, principalmente devido à pandemia, porque a cadeia tem perspectiva promissora de ganhar mercado nos próximos anos, tanto interno quanto internacional”.

Os participantes da videoconferência ressaltaram a importância de se ter uma normativa específica para a produção suína. Machado diz que tal norma servirá de parâmetro para os produtores do setor, que prezam por boas práticas tanto devido a saúde do consumidor, quanto pela produtividade animal.

O bem-estar dos porcos aumenta a performance do plantel de forma significativa. Veja como tais práticas afetam os suínos no período da maternidade. Leia o artigo completo clicando no link abaixo:

A especialista em bem-estar animal, Carolina Maciel, falou sobre como uma política nessa área pode ser uma oportunidade para a suinocultura brasileira. Ela mostrou normas de países que são grandes produtores no setor, como Estados Unidos e China.

Carolina diz que o bem-estar animal beneficia a todos: os animais, os produtores, e também o país. A especialista discute a necessidade de se mudar a mentalidade a respeito desse assunto, já que existe a falta ideia de que bem-estar animal seria um risco para a produção.

Apesar do bem-estar animal não exigir grandes investimentos da parte do suinocultor, com a aprovação da normativa para o setor, haverá a necessária da abertura de linhas de crédito específicas para a atividade.

Com o devido balanço nutricional, você mantém todos os seus porcos saudáveis e produtivos. Para isso, conte com o CPT Ração de Suínos! O software foi feito especialmente para atender as exigências nutricionais dos seus porcos.

Saiba mais sobre o nosso programa clicando no link abaixo:

Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *