Bem-estar animal na suinocultura

Leitões

A suinocultura é uma atividade que tem apresentado cada vez mais destaque no Brasil, seja pela significativa produção ou pelos altos números de exportação de carne suína. Juntamente com esse crescimento, a preocupação das pessoas com as condições em que os animais são criados também tem se tornado expressiva, não apenas no contexto internacional, como no caso da União Europeia, possui legislação bastante ampla e rigorosa que determina uma série de regras na concepção das instalações e no manejo dos animais, como também entre a população brasileira.

Nesse contexto, devido às pessoas desejarem consumir carne com “qualidade ética”, uma das novas tendências do manejo correto tem duas vertentes de conduta para melhorar o bem-estar do animal: enriquecimento ambiental e reorganização dos sistemas de produção. Quanto ao enriquecimento ambiental, a ideia é introduzir melhorias nos locais de confinamento com o objetivo de tornar o ambiente mais adequado às necessidades comportamentais do suíno. Já em relação à reorganização dos sistemas de produção, a proposta consiste em sistemas alternativos que defendam a criação ao ar livre (extensiva) e a forma como o tratador se relaciona com a criação.

Temple Grandin, pesquisadora norte-americana especialista em bem-estar animal, explica a relação homem/animal da seguinte forma: “Nosso relacionamento com os animais que criamos para comer deve ser simbiótico. Simbiose é uma relação mutuamente vantajosa para dois seres vivos. Damos alimento e abrigo aos animais e, em troca, usamos as crias desses animais como alimento.”

De modo geral, o bem-estar animal é definido por meio do princípio das cinco liberdades, que são:

1 – Livre de dor, injúrias e doenças: Prevenção ou diagnóstico rápido e tratamento

2 – Livre de desconforto: Fornecimento de um ambiente apropriado, incluindo abrigo e uma confortável área de descanso.

3 – Livre de fome e sede: Acesso à água fresca e uma dieta para completa manutenção da saúde e vigor

4 – Livre para expressar o comportamento normal: fornecimento de espaço suficiente, instalação adequada e companhia de animais da mesma

5 – Livre de medo e estresse: Garantia de condições e tratamento que evitem sofrimento mental espécie

Hoje já é possível comprovar que negar bem-estar aos animais significa carne de qualidade inferior, perda de produção e queda nas vendas.

 

Para aqueles produtores que desejam implementar novas tecnologias na sua propriedade, de modo a obter maior controle do negócio e alta lucratividade, o CPT Software desenvolveu o CPT Suínos - Software para Gerenciamento de Granjas de Suínos. Com ele, é possível gerenciar todo o manejo do plantel de suínos, seja por cabeça ou por lote.

 

Fonte: Mais Carne Suína - maiscarnesuina.com.br

Por Bruna Falcone Zauza

Softwares Relacionados

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade