Como combater a Cochonilha no limão Taiti

Como combater pragas do limão


O Brasil é o maior produtor de frutas cítricas do mundo. Sua produção é de aproximadamente 20,2 milhões de toneladas. Dentro desse cenário, temos o limão Taiti, um dos frutos cítricos de maior precocidade, produtividade e de grande importância comercial no país.

O fruto do limão Taiti, como é conhecida a limeira ácida Taiti, é de ótima qualidade. Ele é muito  usado em sucos, doces e condimentos. Além disso, pode ser usado de diversas formas: como óleo essencial e medicinal, bebidas, como a caipirinha, processado em forma de suco concentrado, como ingrediente para chás e refrigerantes, em temperos de saladas e carnes, como desinfetante de verduras e frutas, na aromaterapia e no tratamento de bronquite, afta e acne.

A produção e a comercialização do limão é boa. Mas para garantir a qualidade é preciso ter alguns cuidados. Um deles é com a principal praga que ataca os citros, as cochonilhas. A praga danifica a quantidade e a qualidade do fruto. Atacam também, indiretamente, as folhas, os caules, os ramos e as raízes. Além da sucção da seiva, a praga injetam toxina e excretam substâncias açucaradas que se espalham sobre as folhas, onde se desenvolve um fungo denominado “fumagina”, que impede a fotossíntese normal nesse órgão, prejudicando a atividade metabólica da planta.

O produtor precisa ter um cuidado a mais quando os ataques aos ramos, aos troncos e, ainda, às raízes. Nesses casos, os prejuízos à limeira podem ser maiores. Para combater as cochonilhas, o agricultor pode tomar algumas medidas:

- Pulverizar, utilizando inseticida fosforado sistêmico ou não.

- Pulverizar com óleos minerais ou vegetais na proporção de 1% de cada, repetindo a aplicação vinte dias  após a primeira.

- Utilizar óleos minerais ou vegetais misturados com inseticidas fosforados na metade da dosagem recomendada quando isoladamente. Repetir a aplicação quinze dias após a primeira.

- Aplicar o inseticida sistêmico granulado Aldicarb no solo.

- Os inseticidas granulados sistêmicos devem ser aplicados no solo, em sulco de 10 cm de profundidade nas dosagens recomendadas.

- É interessante que o agricultor faça o tratamento em plantas vizinhas mesmo sem moléstia aparente.


Por Lidiany Duarte

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade