Comércio eletrônico: benefícios do business-to-business (B2B)

 

 

A revolução do comércio tradicional para o eletrônico trouxe benefícios para as empresas e para os consumidores.

O que é comércio eletrônico?

Comércio eletrônico é o meio de negociar produtos e serviços através de qualquer meio eletrônico que possibilite ao cliente efetuar a compra sem precisar comparecer à loja física. Existem diversos meios eletrônicos que fazem a conexão eletrônica empresa-cliente como, por exemplo, o telemarketing e os catálogos de compra. Atualmente, um dos meios mais utilizados para se comercializar eletronicamente é o business-to-business (B2B).

Soluções do business-to-business

O business-to-business (B2B) trouxe algumas soluções competitivas em relação ao comércio tradicional. Um deles é o fato de prover facilidades de compra superiores às da loja física, como o conforto e a comodidade que o cliente tem de comprar aonde estiver, desde que esteja conectado à rede. Além disso, os preços costumam ser menores, já que na loja virtual, existe uma redução dos custos habituais de um estabelecimento físico (gastos com balcões, vitrines, instalações para estoque, entre outros). Os negócios são fechados rapidamente e o produto chega até o cliente diretamente do fornecedor em tempo ágil. Além disso, muitas empresas concedem descontos favoráveis e não cobram o frete do transporte. Tudo isso beneficia o consumidor e o estimula a comprar cada vez mais virtualmente.

A logística no comércio eletrônico

A logística envolve todo o planejamento de como o produto chegará até o consumidor no menor tempo possível e da forma mais segura. Ela é o canal entre a empresa e o cliente. O business-to-business ajudou as empresas de logística a controlar melhor seus estoques. A cada dia, as empresas de logística desenvolvem seus serviços de entrega de maneira mais eficaz e investem em tecnologias que mantém a total segurança de dados e entrega de mercadorias. Do centro de distribuição ao destino final, tudo é calculado para otimizar ao máximo o tempo e as despesas. Ainda, foram inseridas à logística as facilidades de troca e a garantia estendida para que o cliente possa efetuar tranquilamente a troca do produto.

Segurança no e-commerce

Segundo Matheus Lucas, graduado em Sistemas para Internet e programador do CPT Softwares, a concorrência no comércio eletrônico (e-commerce) é mais fácil de ser manipulada. As lojas virtuais competem umas com as outras no preço dos produtos a todo instante. Na hora de negociar o pagamento, outra vantagem oferecida aos clientes é o pagamento através do cartão de crédito. Cada vez mais comum, esse meio de pagamento foi adotado para facilitar a transação financeira. Os sites de compra virtual garantem o sigilo das informações e, em conexão com a bandeira do cartão, realizam o pagamento de maneira imediata e segura.

 

Comércio virtual nas pequenas empresas

 

Os pequenos empresários devem estar atentos, pois a tendência para o futuro é que o comércio eletrônico avance e conquiste boa parte do espaço hoje ocupado pelo comércio tradicional. As PME's foram responsáveis por cerca de 20% do faturamento total das lojas virtutais em 2009.

 

A inserção do comércio eletrônico nas pequenas e médias empresas atualmente é um desafio principalmente pela falta de informatização ou por questões culturais. Contudo, tal adaptação é necessária hoje e será fundamental em alguns anos, devido ao aprimoramento constante da tecnologia nos meios eletrônicos e na busca dos consumidores por vantagens de compra ainda melhores.

 

Thayana Abreu - Editora e Revisora CPT Softwares

 

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade