Direitos do consumidor ao comprar roupas e sapatos

Venda de sapatos

O segundo semestre de 2017 está começando e com ele chegam algumas das datas mais quentes para o comércio: dia dos pais, início da estação primavera/verão, dia das crianças, Natal e Reveillon. As listas de presentes começam a ser feitas e nelas quase sempre estão os itens de vestuário.

Quase todo mundo adora ganhar sapatos e roupas de presente, o que os coloca entre os maiores objetos de consumo hoje em dia. Seu uso vai além da necessidade: é uma forma de expressão, que permite às pessoas manifestarem sua personalidade e se integrarem socialmente.

Entretanto, envoltos pela euforia das compras, muitos não tomam os cuidados necessários e acabam levando uma calça justa demais, um sapato que está pegando o calcanhar ou se dão conta que pagaram mais do que deviam em uma determinada peça.

Confira abaixo algumas informações preciosas que todo consumidor deve saber para que transtornos dessa natureza sejam evitados:

 

A loja tem o dever de informar o preço de seus produtos

Não raro, muitas lojas não expõem o valor de suas mercadorias e, ao repassá-lo, informam apenas o preço à prazo, que geralmente é maior do que o à vista.

Saiba que é lei: no comércio a varejo, os preços têm de ser informados por meio de etiquetas ou similares afixados diretamente nos bens expostos à venda, e em vitrines, mediante divulgação do preço à vista em caracteres legíveis.

Desse modo, fazer pesquisa de preço se torna mais fácil.

Nem sempre a loja tem obrigação de trocar um produto

O Código de Defesa do Consumidor informa que os estabelecimentos só são obrigados a trocar mercadorias em caso de defeito, portanto não pense que não há problema em comprar uma roupa de tamanho errado.

Para evitar chateações, experimente o calçado ou a roupa sempre que possível e pergunte se a loja aceita a troca de produtos por motivos de numeração, cor, gosto, entre outros. Esse tipo de operação é válido se combinado de antemão com o comerciante.

Se a loja aceita trocas, fique atento aos detalhes

O local aceita trocas posteriores? Ótimo! Agora se informe com relação às condições dessa transação: dentro de quantos dias a troca deve ser efetuada, em quais dias da semana, se a apresentação da nota fiscal é obrigatória e se o produto deve ser trocado com a embalagem original e etiqueta intactas.

Formas de pagamento

Você experimentou aquela sandália incrível e, na hora de pagar, a loja não aceita cartão? Paciência. O estabelecimento não é obrigado a aceitá-los, muito menos os cheques.

Caso aceite, o comerciante tem direito de solicitar a apresentação de documento com foto para efetuação do pagamento por esses meios ou de recusar cheques de terceiros.

Mas atenção: por lei, não é permitido que se estabeleça um valor mínimo para a compra por meio de cartão ou cheque. Ou seja, não aceite coisas como “só aceitamos cartão em compras acima de 50 reais”, por exemplo. Também é proibido ao fornecedor não aceitar pagamento em cheque pelo fato de alguma compra recente ter sigo paga por essa mesma forma.

Compras pela internet exigem cautela

As lojas online, muitas vezes, oferecem preços mais atrativos e melhores formas de pagamento. Entretanto, fique atento para:

- A reputação da loja em que quer comprar

- Não faça transações comerciais via computadores públicos

- Salve e, se possível, imprima todos os comprovantes de compra

- Lojas online também têm obrigação de emitir notas fiscais, exija a sua

- Você, por direito, tem até sete dias, contados da data da compra ou recebimento do produto, para se arrepender da compra e cancelá-la

 

Se você é comerciante, não deixe de se manter informado sobre os seus direitos e deveres. A lei está aí para todos e, com certeza, seu trabalho será facilitado se for realizado de forma legal.

Também, não deixe de empregar ferramentas de trabalho que te auxiliarão no controle dos seus negócios. Adquira o CPT Loja de Roupas e Calçados - Software para Gerenciamento de Loja de Roupas e Calçados e desfrute de um sistema completo, fácil, seguro e moderno.

 

Fonte: O Globo

Por Bruna Falcone Zauza

Softwares Relacionados

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade