Dicas para organizar o orçamento doméstico

Dicas para equilibrar o orçamento familiar


Os segredos para fugir dos problemas financeiros e manter um bom orçamento familiar são a organização e o planejamento. Os gastos, quando bem administrados, evitam complicações e consequências futuras sérias.

A organização do orçamento doméstico deve envolver toda a família. É importante que todos da casa sejam educados financeiramente, que acompanhem e elaborem o orçamento pessoal e familiar, como: comprar, poupar, investir e, de modo geral, como usar o dinheiro de forma eficaz, visando atingir objetivos mais rapidamente.

Confira dicas pra organizar seu orçamento familiar:



Primeiro passo: Organize suas finanças em 4 categorias: orçamento, dívidas, sonhos, poupança e investimentos.


Orçamento: É o controle do dinheiro: quanto se ganha, quanto se gasta e quanto sobra. Se por acaso não há sobra, a educação financeira recomenda que se faça revisões no orçamento e providencie cortes, ajustes e adequações até que comece a sobrar.

Dívidas: É preciso conhecer muito bem o que se deve, a taxa de juros que foi contatada e quando a dívida se extinguirá. É importante fazer análise criteriosa visando diminuir as dívidas ao mínimo aceitável/desejável. O ideal é que as dívidas se refiram apenas à aquisição de bens de maior valor como carro e casa.

Sonhos: Os sonhos são os motivadores da vida. São os desejos de conquistas que nos projetam para frente. Um curso técnico ou superior, um curso de idiomas, uma viagem de férias, um carro, uma casa própria e outros. São esses sonhos que nos movimenta, são importantes e fazemos sacrifícios por eles. Portanto, planeje também seus sonhos e poupe para realizá-los.

Poupança e investimentos: “Dinheiro gera dinheiro”, como diz esse ditado, quando se trabalha em um processo acelerado por juros altos, mais dinheiro se obtém. Educação financeira significa também conhecer de forma mais detalhada os produtos financeiros disponíveis no mercado.



Segundo passo: coloque em prática


1. Envolva toda a família e coloque tudo no papel

É importante que todos os membros da família, inclusive as crianças, participem da organização das finanças da casa. Defina metas que devem ser atingidas por todos os integrantes da família. Anote os gastos de cada um e os respectivos meios de pagamento. Inclua também gastos menores, como  cafezinho e lanche. Faça esse controle diariamente, pode ser por meio de uma planilha de gastos ou em um software específico de controle financeiro, como o CPT Finanças na Família.



2. Estabeleça prioridades e tenha limites de gastos

Separe os itens supérfluos dos essenciais. Assim, facilitará a sua vida quando for necessário cortar gastos. Organize, com antecedência, os gastos e planeje a compra. Por exemplo: na compra de um carro, avalie o impacto das despesas extras, como IPVA, seguro, manutenção e combustível. Para cada categoria das despesas, acompanhe se os gastos e o orçamento estão evoluindo dentro dos limites definidos. 



3. Defina metas de poupança

A reserva financeira é essencial para cobrir imprevistos e pode ser destinada a realizar sonhos. Para aproveitar melhores oportunidades e negociar preços, comprar à vista é o mais apropriado. Sem contar que economiza-se no pagamento de juros e impostos sobre o crédito. Por isso, estabeleça os objetivos e faça um acompanhamento mensal. Analise se você e a sua família estão conseguindo cumprir o planejamento financeiro familiar.


Nem sempre as finanças caminharão conforme o planejado, a ideia do planejamento é ter um norte para seguir, e assim, conseguir atingir suas metas.


Por Lidiany Duarte
Fonte: dinheirointeligente.com/minhaseconomias.com

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade