Boletos, novas regras para pagamento

Boletos, novas regras para pagamento

Para evitar golpes e fraudes, tornou-se inevitável a criação de novas regras para o pagamento de boletos. Por enquanto, elas valem para boletos de R$50 a R$2.000 mil. Mas até o fim de 2017, elas valerão para boletos de todos os valores. As mudanças devem ocorrer gradativamente para que todos se adaptem sem maiores problemas. A boa notícia é que elas facilitarão a vida das pessoas, que poderão pagar boletos em qualquer agência bancária após o vencimento.

Na verdade, os boletos em atraso poderão ser pagos em qualquer banco, nos caixas eletrônicos, nas lotéricas, nos correios, no internet banking e nos aplicativos de celular. Antes das mudanças, se a pessoa esquecesse de pagar o boleto, era obrigada a se encaminhar ao banco emissor do documento para realizar o pagamento. Isso porque apenas a agência emissora contava com as informações sobre juros e multas a serem cobrados após a data do vencimento.

Com as novas regras, a agência bancária que emitir o boleto deverá realizar o registro das informações referentes à cobrança – como o valor a ser pago, multas, juros e encargos após o vencimento, em um sistema nacional. Dessa forma, tanto o banco emissor como qualquer banco terão fácil acesso aos dados do boleto para calcular o valor devido ao consumidor.

Entretanto, as informações devem corresponder umas com as outras, caso contrário, o pagamento não será autorizado. Isso porque a plataforma utilizada no sistema nacional realiza a contraprova para evitar fraudes. É importante lembrar que muitas quadrilhas emitem boletos falsificados e os consumidores realizam o seu pagamento sem se darem conta de que são fraudados.

No caso de choque de informações, o sistema bloqueará o pagamento. Nesse caso, o consumidor deverá se dirigir à agência bancária emissora para averiguar o que ocorreu e, assim, pagar o boleto. O novo sistema também não aceitará mais de uma vez o pagamento do mesmo boleto. Além disso, no ato do pagamento, a plataforma calculará multas, juros e descontos automaticamente. Após o procedimento, será emitido um comprovante com todos os detalhes do documento.

Acompanhe o calendário das mudanças:

->Valores a partir de R$ 50 mil (10 de julho);
->Valores de R$ 49.999,99 a R$ 2.000 (11 de setembro);
->Valores de R$ 1.999,99 a R$ 500 (9 de outubro);
->Valores de R$ 499,99 a R$ 200 (13 de novembro);
->Valores abaixo de R$ 200 (11 de dezembro).

Por Andréa Oliveira.

Fonte: UOL Economia.

Conheça o CPT Finanças na Família - Software para Gerenciamento das Finanças da Família.

Confira o artigo "Como realizar o orçamento doméstico de forma eficaz" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Softwares Relacionados

Receba Mais Informações

O CPT SOFTWARES garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

CPT SOFTWARES LTDA © 2008 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Padre Serafim, 30 Loja 6 BOX N, Centro - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 17.612.421/0001-76

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade