Irrigação evita perdas na lavoura e mantém produtividade

Os sistemas de irrigação são as ferramentas ideais para melhor aproveitamento e economia da água – em especial em época de escassez de chuvas ou veranicos. Assim, o produtor evita perdas na lavoura e mantém uma boa produtividade. Atualmente, há excelentes softwares para ajudar o produtor no bom manejo da irrigação – independentemente do sistema escolhido. Portanto, vale a pena contar o que há de mais inovador em tecnologia para alcançar resultados surpreendentes.

Com o CPT Manejo de Irrigação – Software para Manejo de Sistemas de Irrigação, produtores rurais e gestores de sítios ou fazendas terão fácil acesso a informações sobre os principais tipos de sistema de irrigação – aspersão convencional, localizada e pivô central, além de informações sobre tanque Classe A, plantação, cultura, solo, estações meteorológicas e dados coletados no manejo diário.

Com o CPT Microaspersão e Gotejamento – Software para Elaboração de Projetos de Irrigação por Microaspersão e Gotejamento, os profissionais da área terão mais facilidade na elaboração de projetos de irrigação localizada, por meio do dimensionamento dos sistemas com melhor relação custo-benefício para implantação. Além disso, todos poderão emitir relatórios precisos com gráficos de irrigação de consumo de água por período.

Com o CPT Irrigação por Aspersão – Software para Elaboração de Projetos de Irrigação por Aspersão Convencional, empresas e profissionais técnicos, graduados e pós-graduados na área terão maior rapidez para desenvolver cálculos, que permitem testar diferentes situações em todas as fases do projeto – com o objetivo de reduzir os custos do produtor rural e economizar a água gasta pelo sistema de irrigação implantado.

Com o melhor controle do sistema de irrigação da propriedade, inúmeras serão as vantagens do produtor rural, como:

->Aumento do potencial produtivo da lavoura e maior estabilidade na produção – mesmo em período de seca (graças ao planejamento de uso de área e ao uso racional de água);
->Redução dos efeitos nocivos à lavoura em períodos sensíveis (de veranico);
->Maior segurança do capital investido na produção, assim como da qualidade da produção (graças ao ciclo mais homogêneo – com foco em rentabilidade ou rotação de culturas).

Enfim, quando a agricultura é irrigável, além dos benefícios financeiros e de produtividade da lavoura, não podemos nos esquecer das vantagens ambientais. O não desperdício de água e a não necessidade de desmatar novas áreas para aumentar a produtividade são fatores que devem condicionar o agricultor a implantar sistemas de irrigação em sua propriedade.  

Por Andréa Oliveira.

Fonte: Rural Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *