A professora Thaís Ramalho Bean revela vírus comum no cafezal brasileiro, e que pode facilmente passar despercebido pelo cafeicultor.

O coffee ringspot vírus (CoRSV), conhecido no Brasil como vírus da mancha anular do cafeeiro, é uma virose que tem origem em solo nacional. Na pesquisa realizada em 2015 pela professora Thaís, doutora da Faculdades Associadas de Uberaba, o vírus foi observado em todas as lavouras de café visitadas.

O CoRSV, descrito pela primeira vez em 1938 no estado de São Paulo e estudado em 2015 pela professora Thaís, chama a atenção dos especialistas por continuar ativo nas lavouras brasileiras.

Melhore a qualidade da adubação da sua lavoura de café. Leia o artigo completo sobre o assunto, clicando no link abaixo:

Sintomas do vírus

Segundo a pesquisadora, o vírus da mancha anular do cafeeiro tem como vetor o ácaro Brevipalpus Phoenicis, e apresenta como principais sintomas manchas cloróticas circulares ou irregulares nos frutos, folhas e ramos de plantas de café.

O vírus também aumenta a queda das folhas, diminuindo a capacidade da planta de fazer fotossíntese. “O grão não chega a cair, mas perde a qualidade, e ficando com um maior teor de açúcar o que facilita a incidência de outros fungos” destaca Thaís.

Doença “Invisível”

A pesquisadora ressalta que o CORSV pode passar despercebido, sendo confundido com a ferrugem. “O sintoma inicial é parecido com ferrugem. O produtor pode achar que se trata de uma doença, mas na verdade é um outro vírus” alerta. As principais cultivares de café arábica são suscetíveis ao vírus, que está presente em todo o Brasil.

Ramalho reforça que é importante a devida identificação do vírus e controle do ácaro vetor para uma prevenção de danos mais efetiva. Porém, ainda não existe um produto químico capaz de curar a planta do vírus da mancha anular do cafeeiro.

Para ajudar o agrônomo no controle desta e de outras doenças da lavoura, use o CPT Agropédia e Receituário! O programa disponibiliza ao profissional mais de cinco mil documentos contendo informações por ordem de importância sobre espécies de plantas, insetos, pragas, doenças, culturas, agrotóxicos e princípios ativos:

Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *