Pesquisa da Embrapa mostra que vacas leiteiras em semi-confinamento aumentam produtividade e precisam de menor área de pasto.

O estudo revela que o gado de leite que passa do sistema a pasto para o semi-confinamento chega a produzir até 10 litros a mais por dia. Tal ganho está relacionado a fisiologia bovina, segundo o pesquisador da Embrapa Jorge Schafhauser. 

“A vaca leiteira precisa de constância no alimento que ingere, o que é muito difícil no sistema a pasto. Conforme a planta se desenvolve, muda sua composição. Chuvas e luminosidades também influenciam”, diz Schafhauser.

Utilize a ferramenta certa para oferecer constância na alimentação do gado! Mantenha suas vacas saudáveis e produtivas, formulando dietas sob medida para a produção de leite. Para isso, tenha a sua disposição o software CPT Ração Bovinos de Leite:

Jorge alega que o sistema a pasto tem uma baixa remuneração por conta da produtividade. O que fica visível quando se leva em consideração o custo das terras agrícolas. Já o semi-confinamento favorece o aumento de escala, devido ao uso mais racional do solo.

Porém, o pesquisador defende que não se trata simplesmente de uma mudança de sistema, mas de conceito. O semi-confinamento permite maior controle sobre gastos e dieta do gado, mas para Jorge, o pecuarista deve se tornar um empreendedor da atividade.

Assumindo esta forma de administrar a criação, o produtor consegue identificar os animais mais produtivos, dando assim um salto na sua produtividade.

Administre seu gado com o CPT Fazenda Premium! Tenha a sua disposição diversas ferramentas no mesmo programa, como histórico do animal, fases de manejo, medicamentos e vacinas, e muito mais.

Fonte: Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *