Sebrae e Inmetro fazem parceria para tentar reduzir o número de cosméticos ilegais

Com o objetivo de reduzir o número de cosméticos ilegais no mercado brasileiro, o Sebrae em parceria com o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) irá realizar ações para aumentar o número de laboratórios qualificados para realizar ensaios e testes exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), existem hoje 1.659 empresas fabricantes de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, sendo que apenas 14 são de grande porte.  

Em todo território brasileiro, existem cerca de 800 laboratórios credenciados pela Anvisa para fazerem as análises de diferentes produtos. O problema é que os laboratórios que atendem o setor de cosméticos não chegam a metade desse montante. Entre as dificuldades apontadas pelos pequenos fabricantes de cosméticos é a falta de acesso aos serviços desses laboratórios. A maioria deles estão concentrados em uma determinada região brasileira.

Segundo Hulda Giesbrecht, analista técnica da Unidade de Acesso à Inovação e Tecnologia do Sebrae, quanto mais acesso os fabricantes de cosméticos tiverem aos laboratórios menor será o número produtos vendidos ilegalmente no mercado.

Software gerencial para salão de beleza – CPT Salão de Beleza.

Desenvolvedor de sistemas no CPT Softwares desde 2009. Graduado e Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal De Viçosa - UFV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *